Solte Suas Feras

Solte Suas Feras

Certamente alguma vez, você já se pegou triste, com raiva, angustiado, ansioso, perdido e muitas vezes até sem saber porque.

Acontece que carregamos dentro de nós diversas personalidades que de alguma forma nos influenciaram de forma positiva ou negativa desde nossa infância.

Vou dar a estas personalidades o nome simbólico de “feras”.  Ao longo de nossas vidas carregamos internamente personagens como nossos pais, professores, amigos e colegas de escolas, ex-chefes, pessoas que influenciaram no nosso desenvolvimento.

Tais pessoas mesmo sem saber ou sem intenção podem ter depositado em nós alguns aspectos negativos de como elas vêem a vida e hoje para você ADULTO pode não ser mais funcional, ou seja, não haver razão alguma para carregar as “feras” do controle, rigidez, moralismo, hiper proteção ou hiper ausência, negatividade e assim por diante, valendo ressaltar que muitas vezes as pessoas se expressam e se comportam no melhor delas como nós tentamos fazer a todo momento.

Sabem aquelas frases que ouvimos ao longo das nossas vidas: “Olhe você quem for duro com você”, “seu irmão faz tudo melhor que você”.

Frases como estas podem nos levar a ser indivíduos dependentes emocionalmente, sem autonomia, excessivamente tímidos, limitados, temerosos de tudo e de todos, controladores “a vaquinha de presépio”, pois nosso inconsciente entende que se arriscarmos algo ou fazer diferente de acordo com nossa vontade algo vai dar errado.
E assim nos tornamos seres “engessados”.

É importante aprender a soltar estas feras que foram guardadas involuntariamente dentro de você ao longo de sua vida.

Em algum momento do passado elas até podem ter de certa forma representado educação ou ter ensinado algo, porém hoje, já ADULTO podem não acrescentar nada, muito pelo contrário transformar-lhe em estátua.

Como soltar estas feras? Aprender a ouvir-se.

Você não aprendeu a ouvir os outros, porque não ouvir a si mesmo?

É importante observar o que você está sentindo. O que é preciso fazer para mudar. Ou às vezes até se sabe, mas o sentimento é de que tudo está emperrado e nada acontece.

Você pode estar preso, enjaulado junto com estas feras e os traumas passados.

É importante olhar a vida no presente, o passado não fará mais diferença alguma em sua vida. Solte suas feras.

É importante reprocessar estes traumas, as lembranças dolorosas das críticas, julgamentos e cobranças que você escutou ao longo da sua vida.

Solte as feras para que elas parem de rugir dentro de você, e de posse do ADULTO que você é hoje, conseguir aprender, ter controle emocional, decidir por você, ter flexibilidade, e conquistar o que você realmente deseja.

Não é um processo fácil, até porque tudo isto está a um nível bem inconsciente. É preciso conversar com estas feras, reprocessar os traumas vividos para que isto fique onde deve ficar: no PASSADO.

E te informo: elas não desaparecem por vontade própria.

Texto de autoria de Selma Alves da Silva

Gostou do Artigo?

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on linkedin
Compartilhe no Linkedin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Selma Alves

Selma Alves

Psicóloga e Palestrante

DEIXE UM COMENTÁRIO